Cavaleiros da Verdade

Sempre à procura de justiça!

sexta-feira, dezembro 22, 2006

Boas Festas!

quarta-feira, outubro 04, 2006

Educação Social: Uma Profissão de Valor

O ser humano é um ser complexo, com inúmeros factores associados. Para o compreendermos e para conseguirmos obter sucesso em qualquer tipo de intervenção realizada com este, necessitamos de conhecer cada um desses factores. Este trabalho torna-se também ele complexo e o mesmo acontece com o Social, onde temos de, em primeira análise, perceber a causa dos problemas, com todos os seus factores inerentes, para só depois podermos intervir. Aqui reside a chave para uma possível intervenção de sucesso.
O trabalho social revela-se muitas das vezes ingrato e certamente mal remunerado. Depois de percebermos e juntarmos todos os factores (todas as peças do puzzle) temos ainda de promover a participação dos interessados, o que nem sempre é fácil e se torna ainda mais difícil quando se tem a Educação como meio para atingir o fim pretendido.
O Educador Social vê-se diariamente destinado a lutar contra a falta de hábitos, princípios e valores básicos para a maioria dos seres humanos, tornando essa luta ainda mais complexa quando estas lacunas já provêm de anteriores gerações. É um trabalho realizado com uma entrega total e um grande amor pela “causa” de aos poucos e poucos ir tornando este mundo um bocadinho melhor. Mundo este que também terá de ser melhor (mais justo) para estes profissionais reconhecendo-lhes o seu mérito e trabalho e pagando-lhes de acordo com a sua formação superior e não como meros técnico-profissionais. Não foi certamente para esta realidade que fizemos um investimento tão grande e, para quem não sabe, convém salientar que o Educador Social não trabalha 7 ou 8 horas por dia, mas sim 24 horas, na medida em que é impossível desligarmo-nos de problemáticas tão graves, com um simples “picar de ponto”
Um bem-haja a todos estes profissionais de Valor.

segunda-feira, outubro 02, 2006

Novo conceito de (In)Fidelidade

A meio caminho entre a fidelidade e a infidelidade os casais ingleses descobriram um território de ninguém a que decidiram chamar «Flir-delity», fusão entre o «flirt» e a «fidelity» (fidelidade). De acordo com uma pesquisa da revista britânica «Best», 70 por cento dos casais ingleses admitem que uma «flir-delity» ajuda a fortalecer as relações duradouras e a aumentar a auto-estima. Das 2500 pessoas inquiridas 2500 pessoas e, entre as que mantinham relações de longa duração, mais de 25 % confessaram que ser apreciado por um estranho aumenta o desejo e a atracção que sentem pelos cônjuges. 22 % afirmaram não se importar que o parceiro mantenha um flirt inofensivo com outras pessoas. Por outro lado, 80 % das pessoas consideraram não ter problemas se o parceiro elogiar outra pessoa e 89 % afirmaram que não têm ciúmes de um sorriso. As brincadeiras sobre o sexo com terceiros e pequenas indirectas são consideradas por 49% das pessoas como uma brincadeira, sendo que 58% dos inquiridos não têm problemas em conversar com outra pessoa num bar e 48% chegam mesmo a aceitar uma bebida de um estranho. Comparando os sexos, os homens são aqueles que mais «esticam» os limites do «flir-delity». Para 10%, um beijo na boca encaixa perfeitamente no novo termo e para 17%, trocar emails ou mensagens de texto é também um comportamento irrepreensível. Nas mulheres, estes números baixam para 3 e 5%, respectivamente. No entanto, para os ingleses entre «flirtar» e cometer adultério ainda vai uma grande distância: 47% afirmaram não querer trair os parceiros e preocupam-se em ter uma vida sexual activa durante muito tempo.

sexta-feira, setembro 29, 2006

Deixem trabalhar os jovens... Bom Fim de Semana

A população da União Europeia com mais de 65 anos deverá duplicar entre 1995 e 2050, estimando-se que, nessa altura, em Portugal as pessoas idosas constituam um terço da população do país, segundo um estudo hoje divulgado em Bruxelas. O estudo do gabinete oficial de estatísticas da UE, Eurostat, elaborado no quadro do Dia Internacional das Pessoas Idosas, que se assinala domingo, indica ainda que Portugal é dos países da União Europeia (UE) onde as pessoas têm menos expectativas de ter uma vida saudável após os 65 anos. Portugal é todavia o país onde se regista uma maior taxa de emprego entre as pessoas com idades compreendidas entre os 65 e 69 anos: em 2005, 28,4 pessoas dentro desta faixa etária continuavam a trabalhar, o valor mais alto da União e muito acima da média comunitária (8%). De acordo com as projecções do Eurostat, o envelhecimento da população vai atingir toda a União Europeia - no cômputo dos 25 Estados-membros estima-se que a percentagem da população total com mais de 65 anos passe dos 15% de 1995 para 30% em 2050 -, sendo que em Portugal deverá passar de 15% para 32%. Segundo estas estimativas, Portugal será então dos países com uma maior taxa de população idosa dentro de quatro décadas, a par de Alemanha e Grécia (também 32%), e apenas atrás de Espanha (36%) e Itália (35%). De acordo com o documento, a estimativa de anos de vida saudável após os 65 é de 8,4 anos para os homens portugueses e apenas 7,7 para as mulheres portugueses, sendo o valor do universo feminino o terceiro mais baixo da UE a «Quinze». Relativamente à taxa de emprego das pessoas entre os 65 e os 69 anos, Portugal surge à cabeça da tabela, já que mais de um quarto desta faixa populacional (28,4%) encontra-se ainda empregada (segundo dados de 2005), quando a média comunitária é de somente 8,2%(e 8,1% na UE a Quinze). Por fim, o estudo revela que Portugal é dos países onde os idosos têm menos contacto com a Internet: em 2005, apenas 2% das pessoas com idades entre os 65 e os 74 anos haviam utilizado Internet nos três meses anteriores, o mesmo valor registado na Lituânia e República Checa e apenas «superado» na Grécia e Eslováquia (1%).

quinta-feira, setembro 28, 2006

Haja tempo...

Haja tempo...
Tempo é algo difícil de ter...
Muitas vezes temos de roubar tempo para ter tempo...
O problema está em roubarmos tempo ao que é importante...
Para se poder ser contribuinte de um blog é necessário que se tenha tempo, quer seja para procurar temas que sejam interessantes debater (uma vez que não se pode postar qualquer bosta e convém que nos mantenhamos fiéis aos propósitos inicias) quer seja para utilizá-lo da melhor forma e comentar com seriedade os (poucos) temas de qualidade que vão sendo apresentados.
Uma vez que não tenho tempo a perder e o pouco que tenho não chega para fazer tudo o que quero e gosto, dou por encerrada a minha participação neste blog.
Foi um prazer enquanto durou...

Hora...

Sinto que hoje novamente embarco Para as grandes aventuras, Passam no ar palavras obscuras E o meu desejo canta, por isso marco Nos meus sentidos a imagem desta hora. Sonoro e profundo Aquele mundo Que eu sonhara e perdera Espera O peso dos meus gestos. E dormem mil gestos nos meus dedos. Desligadas dos círculos funestos Das mentiras alheias, Finalmente solitárias, As minhas mãos estão cheias De expectativa e de segredos Como os negros arvoredos Que baloiçam na noite murmurando. Ao longe por mim oiço chamando A voz das coisas que eu sei amar. E de novo caminho para o mar. (Sophia de Mello Breyner Andresen)

113 anos de muita história... Parabéns F.C.Porto.

terça-feira, setembro 26, 2006

Força Porto! Que a história se repita...

F.C.PORTO X ARSENAL

O F.C. Porto e o Arsenal nunca se encontraram para as competições europeias. A história dos dois clubes, porém, regista um momento ímpar, um episódio que destaca a força e a bravura dos Dragões e a singularidade dos seus adeptos. Recuando até 1948 destaque para um desafio que pode ser um bom augúrio. Aproveitando uma triunfal digressão pela Europa, o F.C. Porto desafiou os “Gunners” a visitarem a Invicta para exibir os seus encantos futebolísticos, numa época em que os confrontos internacionais, sobretudo com equipas de elite, eram uma raridade. Assistir ao desafio virou momento mágico. Não admira, por isso, que a lotação do Estádio do Lima tenha esgotado, mesmo com a Bancada Coberta a custar uma pequena fortuna: 80 escudos! O que parecia impensável, contudo, aconteceu naquela tarde de 6 de Maio de 1948. O F.C. Porto realizou uma exibição memorável e derrotou o gigante Arsenal por 3-2, com golos de Correia Dias (2) e Araújo a deixar em delírio toda a cidade. Nesse dia longínquo de 48, eis os heróis azuis e brancos: Barrigana; Alfredo e Francisco; Joaquim, Romão e Virgílio; Lourenço, Araújo, Correia Dias «cap.», Gastão e Catolino (Sanfins).

sexta-feira, setembro 22, 2006

Especialmente para BlueDragon

 
Hits Since August 20, 2006!

Free Counter by Pliner.Net
singles, shopping, search, classifieds